Com sentido.

20160127_080517

Esse cacto além de lindo ele inspira.

Tenho aprendido muitas coisas nessa vida empreendedora, uma delas (não a mais importante, porém importante) é que quanto mais de você for colocado no seu negócio, mais chances ele tem de dar certo. Sabe, as pessoas estão cansadas de padronização. Eu estou cansada de padronização, tudo igual pra todo mundo, eu normalmente prefiro mais azeitona na minha salada e por isso procuro por um lugar que me possibilite comer mais azeitonas na salada.

Quando você faz algo bacana que você curte, investe tempo e fica feliz em realizar esse “algo” brilha. Simplesmente brilha. As pessoas notam, se identificam e se conectam com você aliás com seu negócio. Faz todo sentido pra mim comprar algo que me traga sentimento, satisfação e bem-estar. Como também faz muito sentido trabalhar em algo que me proporcione as mesmas sensações. Incrível não!? Como nunca pensamo nisso antes!? Como não?! O mundo mudou e as relações de consumo mudam a passos largos (ainda bem!!!), por isso não se assuste, e aproveite! Nunca foi tão possível essa troca de sentimentos através das relações de consumo.

Voltando ao assunto, quanto mais de você for colocado no mundo, mais e mais pessoas vão se identificar e curtir seu trabalho, seja ele qual for. Não somos robôs, somos gente, e por isso temos habilidades e desejos, e gostos e desgostos, isso nos torna especiais. Não podemos abrir mão de tanta coisa boa que temos em nós, não devemos! É puro capital, capital humano correndo nas veias, e a gente por muitos anos achando que o que valia mesmo era assinar um e-mail com aquele clássico “Atenciosamente, Fulano de Tal, Diretor da Empresa Bla Bla Bla”. Tanta ilusão. Gosto mesmo da linguagem informal aquela que é falada entre amigos, por que é isso que queremos além de clientes, queremos amigos. Pelo menos eu quero. Pessoas nas quais eu possa confiar ao perguntar sobre meu trabalho, quero clientes sinceros, quero pessoas do outro lado que respondam emails abreviando palavras. Simples assim.

Um trabalho para levar sentido a vida das pessoas precisa ser realizado com sentido. Com vontade, com brilho nos olhos, com sorriso nos lábios, com amor. Por mais que as pessoas gritem que isso não existe, esqueça. Esse processo existirá a partir do momento que você fizer acontecer. Então siga o conselho do nosso amigo Cacto e sua plaquinha, e faça acontecer!

Anúncios

Compre de quem faz

Nessa vida de arteira uma coisa eu aprendi bem direitinho é dar valor comprando de quem faz. Depois que a gente começa a vivenciar vários processos de criação do próprio trabalho, a gente dá mais valor aquilo que leva uma assinatura. Não só pelo produto ou serviço propriamente, mas também por todo o processo de criação. Pode acreditar que ser fazedor de coisas é mágico, um processo onde nunca se sai inteiro, sempre deixamos algo registrado no trabalho. Eu acho isso maravilhoso. Quando descobri esse manifesto na internet logo de cara me identifiquei e achei por bem criar esse texto, pra mostrar que se queremos um mundo diferente precisamos repensar nossas atitudes e sim, com certeza nossas atitudes de consumo.

mam

Entra lá no site pra conhecer melhor O Manifesto Compro de quem faz.

Pra começar já digo que é algo que nos refina, não no sentido de ser superior, mas sim em questão do nosso olhar pro mundo, e pras coisas que estão no mundo, e pra quem anda fazendo essas coisas. Aos poucos vamos criando e fortalecendo as relações entre os produtos que consumimos e as pessoas que estão por trás do processo. E isso é mágico, poder falar olho no olho nos devolve a humanidade perdida entre tantos ramais e atendimentos eletrônicos. Sim eu quero conhecer quem planta a alface que eu como. Parece maluquice mas não é. Te convido a se permitir se relacionar com pessoas que são fazedoras de coisas… o brilho no olho é diferente. Existe humanidade nisso.